Supply Chain Management Program

  • Capacitação em Supply Chain Management


Informações e Contato

Agenda Capacitação
05.Mar à 14.Mai
Segunda e Quarta
60 horas - 19h15 às 22h30

Local - Febracorp
Academia de Experiências
Av. Dr. Cardoso de Melo 1340, 1º Andar Vl.Olímpia/SP

Contato
Julia Molinari
(11) 3302-9292
mais informações

Professores do Instituto

Ana Paula Tozzi

Specialist in Supply Chain

Atuou como CIO da Gradiente, é formada em Administração de Empresas pela FEA-USP com MBA Executivo Internacionalpela Fundação Instituto de Administração FIA-USP possui diversos cursos de especializaçãono Brasil e no Exterior. Atuou por cinco anos como consultora da Andersen Consulting (Accenture), foi Diretora Administrativo-Financeira do Grupo Empresarial Pasmanik, CIO e Supply Chain da Gradiente Eletrônica, consultora da AGR Consultores e professora da ebusiness Brasil. Ao longo da carreira de consultoria, realizou projetos em empresas de médio e grande porte com foco em estratégia, redesenho de processos, reestruturação de empresas, gestão financeira, seleção de soluções em tecnologia, customer service e outros projetos de gestão.

Conheça o Profissional

Henrique G. Marcondes

Diretor da J.P.Morgan Logística

Com cerca de 20 anos de experiência em Supply Chain, já atuou em empresas como Ambev, Alstom, Accenture e Embraer. Participou do projeto MIT SC 2020 como membro do Industry Advisory Council e, desde 2008 é diretor da J.P.Morgan Logística.

Conheça o Profissional

Mestre em Engenharia de Produção pela USP, pós-graduado em Administração de Empresas pela FGV. Possui experiência na direção de projetos de logística e compras em empresas nos segmentos automotivo, químico-farmacêutico, prestação de serviços, siderurgia e varejo. Como grandes realizações redesenhou processos e redes de abastecimento de algumas das maiores empresas multinacionais do Brasil.

Leonardo Chwif

Especialista em simulação de cenários

Graduado em Engenharia Mecatrônica pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, Mestre pela USP e Doutor pela USP/Brunel University (U.K) em simulação de processos, Leonardo possui inúmeros artigos em simulação publicados em periódicos e conferências nacionais e internacionais. Possui mais de 15 anos de experiência em simulação, tendo trabalhado também em grandes empresas como Mercedes-Benz e Multibrás Eletrodomésticos. Já realizou mais de 100 projetos de simulação. Juntamente com Afonso Celso Medina é autor do Livro: Modelagem e Simulação de Eventos Discretos.

Conheça o Profissional

Fez carreira por 12 anos em diversas áreas da cadeia de Suprimentos, tendo atuado como Diretora Executiva em multinacionais como Unilever e Danone. Graduada e pós graduada em Engenharia Química pela UNICAMP, também é formada em Coaching pelo ICI (Integrated Coaching Institute – certificado pelo ICF).

Executivo de Compras, com mais de 15 anos de experiência na indústria farmacêutica, atuando nas áreas de Compras e logística internacional, liderando equipes regionais e do Brasil com foco nas categorias indiretas de serviços e produtos de marketing. Engenheiro de Produção com um MBA de Gestão Empresarial pela BSP, acumula também experiência como Gerente Regional de Compras na Sanofi-Aventis.

Doutor em Economia pela UFRJ com tese sobre estratégia de compras das multinacionais automobilísticas, possui MBA em Gestão de Negócios pela FGV. Trabalha na Peugeot Citroën na área de Planejamento Estratégico, tendo atuado nas áreas de Gestão, Controladoria e Performance de Compras. Com amplo conhecimento sobre monitoramento e inteligência de mercado da cadeia de fornecimento, ministra aulas pelo Inbrasc desde 2008.

Mestre em Engenharia de Produção pela USP, pós-graduado em Administração de Empresas pela FGV. Possui experiência na direção de projetos de logística e compras em empresas nos segmentos automotivo, químico-farmacêutico, prestação de serviços, siderurgia e varejo. Como grandes realizações redesenhou processos e redes de abastecimento de algumas das maiores empresas multinacionais do Brasil.

Atuou como Gerente de Compras para a América Latina na Rhodia, onde trabalhou por mais de 25 anos e foi responsável pela criação de diversos modelos de gerenciamento em compras para negociação e relacionamento com fornecedores. Formado em Engenharia, complementou sua base acadêmica mestrando em Engenharia de Produção na área de Produtividade e Qualidade.

Com mais de 30 anos de experiência em Supply Chain, desenvolveu e implantou a área nos oito anos em que permaneceu na BIC Brasil. Também acumula 23 anos de atuação na Unilever Brasil, onde ocupou o cargo de gerente de Projetos e Desenvolvimento de Distribuição.

Módulos da Capacitação

Modelos, Dicas e Técnicas

  • Sales and Operations Planning / Gestão de atendimento de Demanda;
  • Gestão de lançamento de produtos / phase-in / phase-out / controle de alterações;
  • Planejamento de Distribuição (delivery);
  • Planejamento de produção (make);
  • Planejamento de Materiais (source);
  • TI aplicada ao planejamento.

Cases



Palestrante - Andrea Diniz


  • Excelência em planejamento: quais resultados a Castrol obteve através da criação de um processo colaborativo com os distribuidores e com o redesenho das interfaces internas;
  • Como o Planejamento conseguiu obter independência suficiente para reportar-se diretamente à presidência;
  • Como a área vem ganhando importância, atuando como um centro de inteligência (mapeamento de riscos e oportunidades e da recomendação de decisões);
  • Quais passos foram utilizados para obter Pedidos Firmes com dois meses de antecedência/ Qual o caminho que a companhia utilizou para aumentar a taxa do nível de serviço de 92 a 98% em apenas um ano, sem ampliar o estoque;
  • Como a Castrol alinhou o seu S&OP local e global para que todos enxergassem o mesmo número e quais foram os ganhos.

    _____________________________________________________________________________



    Palestrante - Marcelo Scarcelli

  • Gestão da Cadeia de Abastecimento;
  • Entenda como o planejamento e a logística de materiais permitiram a Unilever conquistar 164% em toneladas por veículos entre os anos 2001 a 2007;
  • Como a Unilever conseguiu garantir o correto balanceamento entre confiabilidade e custos nos estoques;
  • Entenda como foi o processo de implantação de indicadores de controle de estoques;
  • Como foi possível contratar e desenvolver um operador logístico ampliado, que atendesse também a gestão de estoques.

    _____________________________________________________________________________



    Palestrante - Barberini

  • Demand Chain como diferencial competitivo: projeto de reestruturação da cadeia de abastecimento gerou uma economia de 1,5 milhão de Euros à farmacêutica no ano de 2005. A ação se baseou em um modelo de gestão completa, abrangendo desde o planejamento da demanda até a distribuição do produto final;
  • Como a falta de integração afetava os negócios da empresa;
  • Como a companhia reorientou os processos através de controles baseados em indicadores de desempenho;
  • Como a Altana desenvolveu e colocou em operação o planejamento de demanda e restabeleceu a confiança dos clientes em relação ao nível de serviço e ampliou a visibilidade da programação de produção;
  • Como foi possível aumentar o nível de serviço e o acerto da previsão de vendas.
  • _____________________________________________________________________________

    Palestrante - José Augusto

  • Saiba como a Cargill garantiu em 12 meses 50% de aumento da lucratividade em uma Unidade de negócio da companhia, por meio do alinhamento do modelo de 'S&OP Otimizado' e a Governança de todas as áreas envolvidas na cadeia, estruturado a um novo conceito de Supply Chain Management;
  • Conheça o conceito do 'S&OP Otimizado', que utiliza ferramentas de otimização para buscar idéias integrando o planejamento da empresa e definindo um plano tático com todas as áreas da empresa;
  • Diferenciação: a valorização do fator humano, com competências e perfis delineados as necessidades das áreas e as habilidades individuais de cada colaborador;
  • O desafio do líder de Supply Chain Management na coordenação das áreas de planejamento, compras, produção, qualidade, distribuição, novos negócios, comercial, e finanças com o objetivo principal de maximizar o lucro da unidade de negócio, alinhando objetivos estratégicos com indicadores para todos os níveis da corporação;
  • O papel da estrutura organizacional como fator decisivo no gerenciamento da transição para uma cultura de gestão integrada das áreas para uma mudança de gerenciamento de confrontos para administração de conflitos.

Modelos, Dicas e Técnicas

  • Estratégia de Suprimentos.

Cases



Palestrante - Carlos Gusmon

  • Entenda como a Boehringer desenvolveu o SRM (Supplier Relationship Management) como um processo de gestão de fornecedores, para ser aplicado em todos os segmentos do negócio alinhado as estratégias da empresa;
  • Como criar sinergia, agregar valor e trazer melhores resultados de forma eficiente;
  • Como avaliar as questões qualidade, logística, serviços e inovação, comercial/riscos e responsabilidade sócio-ambiental de maneira a criar resultados;
  • De que maneira é possível desenvolver o SRM como uma ferramenta de criação de valor;
  • O desafio de buscar os fornecedores de forma adequada;
  • A classificação de fornecedores, com base em seu desempenho.

    _____________________________________________________________________________


    Palestrantes - Juliano Tessaro

  • De que forma a reestruturação da área de Compras da MWM International Motores, que atingiu a marca de R$ 1 bilhão em compras por ano, possibilitou ganhos de negociação;
  • Como é possível quebrar monopólios e otimizar a escolha de fornecedores;
  • Porque foi importante a reavaliação da base de fornecedores na busca pela competitividade;
  • Como os profissionais foram gerenciados;
  • Como o Global Sourcing é trabalhado de maneira integrada.

Modelos, Dicas e Técnicas

  • Gestão da Intralogística;
  • Gestão de transportes;
  • Gestão de fornecedores logísticos;
  • Embalagem;
  • Estudos de Layout de plantas e armazéns;
  • Modelagem de sistemas logísticos;
  • Modelos de operações lean, VSM/ aspectos legais/fiscais;
  • Sustentabilidade e logística reversa;
  • Logística Internacional;
  • Processo order to cash.

Cases



Palestrante - Alexandre Califani

  • Entenda como a Magneti Marelli implantou o Lean Logistics a partir do modelo WCM (World Class Manufacturing), garantindo entre outros ganhos a redução de 60% em estoque e uma redução significativa na eliminação do NVAA (Not Value Added Activity), a partir do envolvimento dos colaboradores de todos os níveis da organização;
  • WCM (World Class Manufacturing) como uma filosofia de trabalho imbuída na cultura organizacional;
  • A definição do modelo estruturado nos conceitos de Total Quality Control (TQC), Total Productive Maintenance (TPM), Total Industrial Engineering (TIE) e Lean Logistics Just In Time (JIT)
  • De que maneira calcular o custo x benefício em cada melhoria realizada;
  • Como identificar as operações de estoque sem valor agregado de maneira a otimizá-las.
  • _____________________________________________________________________________

    Palestrante Alessandro Coppo

  •  Saiba como a Festo implantou o processo logístico das linhas de montagem;
  • Como se deu a definição da movimentação de itens diretos e indiretos na produção;
  • Entenda como ocorre a separação de materiais para montagem conforme ordem de produção fornecida pelo PCP;
  • Resultados obtidos na combinação de KANBAN e MILK RUN na movimentação de materiais para a montagem Festo.

Modelos, Dicas e Técnicas

  • Atendimento ao Cliente;
  • Monitoramento do desempenho de entrega;
  • Atendimento pós-venda;
  • Custo de servir;
  • Modelos colaborativos: CPFR, VMI;
  • TI aplicada à logística e customer service;
  • Fórum final.

Inbrasc - Instituto Brasileiro de Supply Chain @ 2011